Alimentação

Maus hábitos que atrapalham sua dieta!

agosto 26, 2015

Reeducação alimentar e atividades físicas geram muitas dúvidas e discussões, mesmo àqueles que já são “velhos de casa”. Conceitos mudam o tempo todo, e parece que todo mundo tem uma opinião divergente a respeito de tudo. No entanto, há alguns erros comuns que nunca “saem de moda”, e que devem ser eliminados do seu cotidiano!

1. Ficar sem comer.

Gente, o PIOR e MAIS COMUM erro de todos que querem emagrecer é esse: ficar sem comer. A princípio você pode até emagrecer um pouco, mas o resultado disso eventualmente é desastroso! Ficar sem comer fará com que seu metabolismo fique mais lento, já que ele vai entender que precisará conservar energia ao invés de gastá-la. Não pular nenhuma refeição e comer de 3 em 3 horas é o que fará com que você emagreça! Mas claro, tudo em moderação. Pequenas porções ao longo do dia farão com que você evite compensar a fome de leão de um período muito longo em jejum na hora das refeições seguintes. Nada de comer tudo que vê pela frente a cada 3 horas, hein!

2. Estabelecer metas “impossíveis”.

Traçar metas inalcançáveis são a chave para o fracasso e para a frustração. Trace sempre metas realistas. Por exemplo, estabelecer como meta perder 10kg de gordura e ganhar 5kg de massa magra em um mês é impossível. Se você chegar ao fim do mês sem ter chegado nem na metade disso, você irá se frustrar e provavelmente desistir de todo o seu plano alimentar e de treinos. Então, seja realista sempre! E saiba que TODO progresso, por mínimo que seja, ainda é, de fato, PROGRESSO!

3. Não beber líquidos.

Um erro comum é não beber líquidos, principalmente água, o suficiente. Hidratar-se é essencial para a saúde e bom funcionamento do seu organismo. Água é o principal aliado nessas horas, mas uma água de coco e um suco natural de vez em quando também são possíveis. No entanto, cuidado!!! Não utilize a água pra disfarçar a fome, por causa do motivo que citei no número 1.

4. Comer rápido demais.

Seu organismo demora de 10 a 15 minutos para enviar uma mensagem ao cérebro dizendo que estamos satisfeitos com a quantidade de comida que ingerimos. Ou seja, se você comer rápido demais, você irá ingerir uma quantidade maior que se você comer devagar. 

5. Cortar tudo de uma vez, e assim, cortar todo o prazer dos alimentos.

Tudo em excesso faz mal, inclusive uma reeducação alimentar muito rigorosa logo de cara. Tudo que é muito drástico é difícil de ser seguido. Então, ficar em total abstinência de doces e massas é complicado. Se surgir a tentação, coma uma porção pequena daquilo que tem vontade. Tudo é questão de equilíbrio!

6. Não fazer atividades físicas.

A matemática para emagrecer é simples: consumir menos calorias que se gasta. Ou seja, realizar atividades físicas é um dos maiores aliados para perder peso. Além de que, como já dissemos aqui no blog, massa magra queima mais calorias ao longo do tempo que massa gorda!

7. Achar que os rótulos são enfeites.

Se você não tem o hábito de ler a tabela nutricional e os ingredientes contidos nos rótulos do que você consome, crie esse hábito o mais rápido possível! Observe o valor calórico, quantidade de açúcar e o teor de gordura saturada. Ah, e não se esqueça de observar a quantidade de sódio! 

8. Não fazer substituições saudáveis.

Não há necessidade de eliminar tudo que você gosta de comer do seu cardápio. Mas, ao preparar a comida, prefira sempre os ingredientes menos calóricos e saudáveis. Faça substituições inteligentes no cardápio. Troque o leite comum pelo desnatado; o creme de leite normal pelo light; reduza a quantidade de óleo na preparação dos pratos e dê preferência para pratos que passarão por cozimento às frituras

9. Olhar a balança toda hora.

Gente, a balança é mentirosa!! Sim! Você pode estar perdendo peso e ganhando gordura, e também pode estar acontecendo o contrário! Uma alimentação equilibrada e um treino razoável de musculação fará com que você ganhe peso na balança, mas poderá significar medidas menores em todo o resto! Isso se deve ao fato de massa magra pesar mais que a gordura. E ver números maiores na balança mesmo depois de todo seu esforço pode ser frustrante. A aparência física de 60kg de alguém que tem um percentual de gordura em torno de 15% e de uma pessoa que tem 60kg mas tem 22% de gordura é MUITO DIFERENTE. Procure outras alternativas para medir seu progresso, como avaliações físicas, que dirão o seu percentual de gordura. Ou então tirar fotos a cada mês, para comparar sempre.


assana

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply