Alimentação, Treino

“Desmistificando” a Gordura – Parte 2

agosto 14, 2015

Ontem fiz um post aqui no blog tratando sobre esse assunto tão polêmico e tão indesejado: a gordura. (Clique aqui para acessar o texto de ontem). No entanto, por causa de muitos equívocos, algumas pessoas se auto-sabotam quando se diz respeito à perda de gordura.

Células adiposas são eternas

Gente, quem não sabia disso, fique atento! As células de gordura que você possui hoje ou ainda vai adquirir são eternas! Isso mesmo. O corpo humano possui, em média, 10 a 30 bilhões de células adiposas, e elas ficarão com você pra sempre. E sabe o que é pior? Se você ganhar mais peso e mais gordura, você irá produzir mais células adiposas. A única forma de eliminar pra sempre essas células é a lipoaspiração, que remove-as fisicamente.

As células de gordura são como balões. Quando você perde peso, você murcha esses balões, então essas células diminuem de tamanho. É possível reduzir-las até que fiquem praticamente vazias, mas, não se engane, elas ainda estarão lá, esperando ansiosamente para serem reabastecidas.

E pior ainda: a gordura AMA andar com mais gordura. Isso significa que ela e seus músculos são basicamente inimigos, e as células adiposas tendem a erodir suas células musculares. O pior é que a maioria da gordura fica por baixo da pele, e a mais perigosa de todas é a que fica em torno de seus órgãos internos. Por isso a gorda abdominal é problemática.

A gordura visceral é metabolicamente ativa. Isso é, ela expele produtos bioquímicos que aumentam o risco de ataque cardíaco, derrame, insuficiência hepática, diabetes e pressão alta. E, como se não bastasse, a gordura visceral em excesso ainda pode causar o desregulamento do hormônio adiponectina, que regula o seu metabolismo. Ou seja, quanto mais gordura você acumular, mais lentamente seu metabolismo irá funcionar, e, consequentemente, mais facilmente você irá engordar.

Como são queimadas as calorias

A gordura corporal é basicamente gordura estocada, e, como a maioria já deve saber, o jeito mais conhecido para perder peso é queimar mais calorias que você está ingerindo. Assim, seu corpo irá começar a retirar as calorias que faltam das suas reservas de gordura. Claro, há alguns casos excepcionais, mas de modo geral, é assim que funciona.

Como as calorias são queimadas, então? Há 3 categorias de processos responsáveis pela queima metabólica. Entre 60% e 70% das calorias queimadas são processadas apenas pelo fato de você estar vivo. Isso não tem nada a ver com se mexer. Nada. Isso é a taxa metabólica basal. (Imagine você dormindo durante 24 horas,  e sem mexer. É isso.). Outros 10-15% são queimados simplesmente durante a digestão de tudo que você come, e isso é chamado de metabolismo digestivo. Somando os dois, isso representa em torno de 70 a 85% da queima de calorias, e tudo isso praticamente sem esforço algum.

O restante é proveniente da atividade física, cerca de 15 a 30%. Isso pode ser na forma de malhação (termogênese associada a exercícios), ou então apenas por andar pela sua casa (termogênese de atividades que não são exercício). 

Mas, esse assunto não acaba por aí! No próximo post eu vou explicar cada processo de forma individual, e como acelerar a queima dessas indesejadas calorias a mais!


assana

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply