Estilo de Vida, Treino

As novas garotas das capas de revistas

julho 30, 2015

Bom dia! Essa semana postei em nossa conta do Facebook  uma matéria sobre a linda da Erica Schenk que será a garota capa da Women’s Running edição de agosto. Essa notícia está causando o maior fervor nas redes sociais, e o motivo disso é simples: a linda da Erica NÃO É MAGRA!

A ideia da revista Women’s Running trazer uma modelo de capa que “foge dos padrões” é que eles estão buscando acabar com os estereótipos — mudar nossos (pre)conceitos. Ao mesmo tempo em que pode parecer incoerente apresentar uma mulher “acima do peso” numa capa de revista que buscar abordar assuntos relacionados à saúde, isso não passa de um preconceito. Erica é atleta e corre no Central Park há mais de 10 anos. 

plussize1

Por que resolvi escrever esse post? Bem, porque eu conheço MUITAS mulheres que acreditam que não podem praticar ou gostar de praticar esportes e atividades físicas por elas estarem acima do peso. Inclusive, eu já fui assim! E olha, eu já estive acima do peso mas nunca nada extremamente gritante. Imagina quem é taxada pela sociedade de “gorda”?

Além da Erica Schenk, essa semana quem também arrasou nas redes sociais dando um show de auto-estima e de amor-próprio foi a Danielle Brooks, atriz da famosa série da Netflix Orange is the New Black. Ela fez algo que é bastante comum entre as famosas: ela tirou uma selfie no espelho. No entanto, o que chamou atenção na selfie dela foi que ela estava na academia, “acima do peso”, e, pasmem, SEM CAMISA! Isso mesmo! Ela malhou só de top! E sabe o que isso nos provou? Que ela é LINDA! 

plussize3

Na legenda de sua foto no instagram, ela escreveu o seguinte:

“Olá! Hoje eu decidi fazer algo que eu nunca tinha feito antes: ir para a academia SEM CAMISA! Eu achei que eu deveria compartilhar isso com vocês e por que isso significa muito pra mim. Eu sempre quis fazer isso, mas sempre disse a mim mesma que “até meu corpo estiver perfeito, estou proibida”. Hoje, algo dentro de mim disse que tava na hora de aumentar meu amor-próprio. Eu não deveria ter vergonha do meu corpo. Eu não sou uma imperfeição ambulante. Eu sou uma deusa! E isso não muda depois que tiro minha cinta. Às vezes é uma luta. Às vezes eu não estou satisfeita com o que eu vejo, mas eu tenho o poder de mudar meu corpo tanto fisicamente quanto mentalmente. Hoje eu acordei me sentindo linda e motivada a me amar e cuidar do ÚNICO corpo que eu tenho. Eu não estou dizendo para o mundo inteiro tirar a camisa e gira-la por cima da cabeça como um helicóptero (rs). Eu estou dizendo que todo mundo deverá viver com auto-confiança. Uma vida. Um corpo. Cuide bem dele.”

Tem muita gente que associa quantidade de peso com falta de cuidados alimentares e atividades físicas. Mas não podemos generalizar. É o que o diga a corredora plus size. A linda se movimenta mais do que muito magrinho por aí. Será que para ficarmos bonitos e saudáveis precisamos mesmo ficar magros? A resposta é um NÃO bem grande.

Confira algumas imagens de uma campanha da ALDA, um coletivo de modelos plus-size:

pa4 ps1 ps2 ps3

A questão principal é saúde! Se a pessoa se alimenta bem e pratica atividades físicas regularmente, ela já está muito acima da média da sociedade! Independente do corpo que a pessoa tem, é importante ter amor-próprio e auto estima! Ninguém poderá te amar mais que você mesmo! Então vá malhar de top, de shorts, do jeito que quiser, desde que isso te faça bem e você se sinta bem! 

E caso você esteja “acima do peso” e não esteja satisfeita(o) com isso: não sinta vergonha disso. Nunca é tarde para começar a mudar seus hábitos. Ninguém pode e nem deve te julgar!

Até eu, que morro de vergonha de treinar só de top fiquei inspirada, gente! 


assana

 

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply