Alimentação

Suplementos: Glutamina

junho 30, 2015

Já ouviu falar em Glutamina? Não? Saiba que esse suplemento é um dos melhores para quem busca hipertrofia! A Glutamina é um aminoácido não essencial, ou seja, não é produzido pelo corpo a partir do metabolismo. No entanto, isso não significa que não seja essencial para o bom funcionamento do organismo!

Ela é sintetizada a partir do ácido glutâmico, valina e isoleucina (ou seja, BCAA, no caso dos dois últimos citados). É uma das proteínas mais abundantes em nosso corpo. 

A glutamina possui diversas funções, sendo essas extremamente importantes. A glutamina é fonte de energia para o sistema imunológico e participa de forma direta no crescimento muscular através da estimulação da síntese proteica. 

Esse aminoácido atua nas funções vitais para o bom funcionamento de órgãos como pulmão, coração, rim, fígado e intestino. Nosso organismo também utiliza a glutamina para transportar amônia e nitrogênio na corrente sanguínea. Além disso, a escassez de glutamina no organismo pode levar ao aumento de doenças pelo fato de glutamina ser essencial para o sistema imunológico. 

Para atletas de atividades físicas de alta intensidade e principalmente praticantes de musculação, a Glutamina tem auxiliado muito na recuperação após os treinos, evitando o catabolismo e o overtraining, pois apesar da Glutamina ser produzida pelo corpo e representar praticamente 60% do tecido muscular esquelético, ainda há necessidade de seu consumo através da suplementação, já que a demanda de Glutamina nos músculos é muito maior do que o corpo é capaz de produzir nos casos desses atletas.

A suplementação com glutamina para quem frequenta a academia apenas 3 vezes na semana ou então para quem realiza apenas atividades leves durante a semana não é necessária. Se você realiza atividades mais frequentemente ou então mais intensas e você exige muito do seu corpo, a glutamina pode ser sua aliada. 

A glutamina atua de forma relevante na síntese de outros aminoácidos e ajuda a manter a homeostase de tecidos durante o catabolismo. Ela também libera, em pequenas quantidades, doses extras de hormônios na corrente sanguínea. 

Resumindo, a glutamina é ótima para:

    • a manutenção do sistema imune;
    • regular a síntese e degradação das proteínas;
    • remover o excesso de amônia e nitrogênio do corpo;
    • controlar os processos de catabolismo e anabolismo.

Síndrome do Overtraining (OTS)

Quando uma pessoa passa por um grande período de treinamentos intensos e pouco descanso, ela pode sofrer da síndrome de overtraining. Essa síndrome reduz a capacidade do sistema imunológico e fará com que a pessoa fique mais suscetível a infecções e doenças. Sem a alimentação adequada e descanso suficiente, essa proteína fica em baixa constante causada pelo OTS. Assim, a suplementação com glutamina pode auxiliar para evitar essa síndrome.

Glutamina e massa muscular:

A Glutamina também desempenha um papel importantíssimo na síntese de proteínas nos músculos, porque poupa o tecido muscular que é catabolizado. Assim, o tecido muscular utiliza a glutamina para sintetizar o tecido novo, contribuindo, assim, para o aumento de força e resistência e diminuindo o tempo de recuperação. Estudos apontam que 2 gramas de suplementação com glutamina eleva o aumento de nível de hormônio do crescimento. 

Como consumir a Glutamina?

A glutamina em pó deve ser consumida pós-treino e antes de dormir, em casos de quem pratica atividades intensas. Ingerir o suplemento com frutas e carboidratos é uma opção boa, já que a elevação da glicose sanguínea faz com que o nutriente penetre nas células mais rapidamente. A indicação de consumo da glutamina é de 10 a 15g por dia. Seguir as orientações do fabricante é o ideal!


 Referências Bibliográficas:

SAWAKIA, K. TAKAOKAA, I. SAKURABAB, K. SUZUKI, Y. Effects of distance running and subsequent intake of glutamine rich peptide on biomedical parameters of male Japanese athletes. Nutr Res. 2004.

CURI R. Glutamina: metabolismo e aplicações clínicas e no esporte. Rio de Janeiro: Sprint, 2000. 

CRUZAT, Vinicius Fernandes; PETRY, Éder Ricardo; TIRAPEGUI, Julio.Glutamina: Aspectos Bioquímicos, Metabólicos, Moleculares e Suplementação. Vol. 15, No 5 . ed. : Rev Bras Med Esporte, 2009. p. 392-397. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v15n5/15.pdf. Acesso em: 29/06/2015


assana

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply