Aeróbico, Musculação, Treino

Aeróbico x Anaeróbico: qual favorece mais o emagrecimento?

dezembro 9, 2014

Quando se diz respeito à perda de peso, muitas pessoas têm dúvidas sobre qual atividade é a mais adequada e eficiente?

Aeróbico? Anaeróbico? Esteira? Musculação?

O mais comum é ver pessoas afirmando que para perder peso, devem-se fazer atividades aeróbicas, como esteira ou corrida na rua. Mas será que é isso mesmo? Será que essa atividade é a mais adequada para você? Já falamos aqui sobre limiar anaeróbico. O limiar anaeróbico é a zona de batimentos cardíacos que se deve calcular para saber qual é o “esforço” ideal que deve ser feito para que o corpo utilize a gordura como fonte de energia. O ideal é que sejam realizados 40 minutos dessa atividade, para maximizar a queima de gordura como fonte de geração de ATP (o que fará com que seja possível a realização da corrida). Há diversos tipos de treinamentos na esteira, como, por exemplo, treinos intervalados, fatmax, fartlek, etc. Todos estes, para que favoreçam a perda de peso, devem ser realizadas dentro do seu limiar anaeróbico.

Realmente, a atividade aeróbica é recomendada para a perda de peso e gordura corporal. Mas há mais um questionamento a ser feito: qual é a constância do metabolismo basal para que ocorra a síntese de gordura como fonte principal de energia? E como fazer com que, mesmo após o treino, o corpo continue utilizando essa gordura como fonte de energia?

Basicamente, esse metabolismo basal é aquele que sempre ouvimos falar quando queremos ingerir alimentos termogênicos. É aquele que sempre queremos “acelerar” com pimenta, gengibre, tomando limão com água em jejum, etc. O metabolismo basal nada mais é que a taxa de calorias que o corpo necessita, durante 24 horas, para manter-se nutrido ao decorrer das atividades diárias, sem prejudicar o funcionamento dos principais órgãos. Essa taxa metabólica basal (ou TMB) varia de indivíduo para indivíduo, a depender das atividades exercidas durante o dia. Resumindo: pessoas que exercem atividades físicas possuem uma TMB maior que os sedentários ou pessoas que realizam poucas atividades.

A atividade aeróbica é recomendada para a perda de gordura, sim. No entanto, é necessário observar que quando se realiza muita atividade aeróbica, é possível que ocorra a perda de massa magra. Se o limiar anaeróbico for “desrespeitado”, o corpo poderá utilizar como fonte principal de geração de energia a massa magra disponível, e não priorizar a gordura. A massa magra de nossos corpos é necessária para a manutenção do metabolismo basal. Ou seja, quanto maior a quantidade de massa magra (e, consequentemente, menor o índice de gordura corporal), maior será a taxa metabólica basal, ou seja, maior a queima de calorias diárias.

Alguns estudos apontam que para beneficiar a aceleração dessa taxa metabólica, a musculação é extremamente eficiente. A musculação favorece o ganho de massa magra, potencializando a queima de calorias, assim aumentando a TMB. Mesmo sem treinar ou realizar atividades físicas, essa taxa poderá manter-se, uma vez que haverá uma quantidade de massa magra maior. (Fundamentos do Treinamento de Força Muscular, Fleck e Kramer 1999).

O que isso tem a ver com a perda de peso, então? Com o aumento do metabolismo basal, haverá um aumento da quantidade de calorias necessárias para manter essa massa magra e realizar as necessidades básicas do corpo, certo? Assim, se forem consumidas menos calorias que a quantidade necessária (assim provocando um débito calórico), haverá a perda de peso. Por exemplo: seu corpo passará a necessitar 2500 calorias diárias, e você continuará consumindo apenas 2200. Haverá um débito calórico, e ocorrerá o emagrecimento.

Uma atividade não exclui a outra — já provamos que se for respeitado o limiar anaeróbico, a perda de peso também ocorrerá. Mas não se engane: a musculação também favorece a perda de peso!


assinaturanosdois copy

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply Aeróbico antes ou depois da musculação? | FORÇA, FOCO, FITNESS Fevereiro 6, 2015 at 12:25 pm

    […] A questão é: se seu objetivo é a perda de peso, o treinamento concorrente pode ser o ideal pois aumentará seu gasto energético e seu metabolismo basal. Se eu objetivo é a hipertrofia, talvez o treino concorrente seja prejudicial, pois fará com que seu corpo perca substratos energéticos para um treino que não é tão primordial para você. (Lembramos, aqui, que escrevemos um texto e é possível afirmar que a hipertrofia também favorece o emagrecimento. Leia esse texto AQUI). […]

  • Leave a Reply